Fundamentos de Fé: Lição 14 - Perseverança na Fé

14/01/2013 09:04

2 Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, 3 sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. 4 Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes. 5 Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. 6 Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. 7 Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa;” (Tiago 1:2-7)

“Verdadeiros generais são aqueles forjados no campo de batalha” (Valnice Milhomens)

“Meninos não vão à guerra” (Célia Varela)

O Cenário da Vitória

Como cristãos perseverantes, devemos sempre projetar um cenário de vitória. Em meio as nossas provas, lutas e dificuldades, lancemos mão dos textos bíblicos que nos garantem que “em todas essas coisa, somos mais que vencedores por aquele que nos amou”.  Leia Romanos 8:31-39.

A Bíblia inteira é um manual para os vencedores em Cristo Jesus. Examinaremos aqui muitas destas passagens bíblicas, que serão de grande valor para firmar nossa fé naquele que fez a promessa, pois “fiel é que vos chama, o qual também o fará” (1 Tessalonicenses 5:24).

Jesus disse: “Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (João 16:33)

Atitude de Vencedor

Ter atitude positiva na vida é muito proveitoso. Após terem recebido o batismo com o Espírito Santo, os discípulos de Jesus tornaram-se corajosos e perseverantes em seu ministério, leia Lucas 24:49, Atos 4:11, 16 ao 22, 29 ao 31.

Para termos uma vida vitoriosa precisamos nos tornar perseverantes. Isso não significa sermos teimosos ou obstinados, mas sim em ter uma atitude de quem não desiste de seguir o caminho de Deus.

O apóstolo Paulo explica o que é perseverança em Romanos 5:3-5: “E também nos alegramos nos sofrimentos, pois sabemos que os sofrimentos produzem a paciência, e a paciência traz a aprovação de Deus, e essa aprovação não nos deixa decepcionados, pois Deus derramou o seu amor no nosso coração, por meio do Espírito Santo que Ele os deu”.

O Apóstolo Paulo abre a segunda epístola aos Coríntios com um relato de extrema aflição pela qual passou e saiu com renovada esperança (2 Coríntios 1:3-11). O Apóstolo mostra qual postura deve-se ter quando passamos por provações: “Muitas vezes ficamos aflitos, mas não somos derrotados, algumas vezes ficamos em dúvida, mas nunca ficamos desesperados; temos muitos inimigos, mas nunca nos farta um amigo. Às vezes somos gravemente feridos, mas não somos destruídos.” (2 Coríntios 4:8-9).

Sua fé, visão e perseverança é tamanha que ele continua: “Por isso nunca ficamos desanimados. Mesmo que nosso corpo vá se gastando, o nosso Espírito vai se renovando dia a dia. E essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior que o sofrimento. Porque nós não prestamos atenção nas coisas que se veem, mas nas que não se veem. Pois o que pode ser visto dura apenas um pouco, mas o que não pode ser visto dura para sempre” (2 Coríntios 4:16-18).

E chega ao auge de sua explicação dizendo: “Porque vivemos pela fé e não pelo que vemos” (2 Coríntios 5:7).

Paulo sabia que uma fé perseverante e atuante muda situações (Hebreus 11:11).

Inclua em seu devocional da semana a leitura de 2 Coríntios 11:16-33 e 12:7-10.

Paulo tinha uma atitude vencedora em sua vida;

• Perseverança e firmeza de propósito – Filipenses 3:12

• Não ficar preso ao passado e visão do futuro – Filipenses 3:13

• Viver o presente positivamente e com expectativa e objetivo – Filipenses 3:14

Nos versos 15 e 16 dessa passagem ele aconselha que sejamos maduros e que sigamos em frente. Em Filipenses 4:12 na linguagem de hoje, bem no meio do versículo, lemos: “... Aprendi o segredo de me sentir contente, em todo o lugar e em qualquer situação...” e no versículo 13 “Posso todas as coisas naquele que me fortalece”.

Veja o que aconteceu a Paulo e Silas em Atos 16:22-25. O que isso te parece? Qual foi a atitude deles em meio à tamanha provação? Consegue ver em Paulo um homem saindo fortalecido, renovado, alegre e vitorioso?

Como Enfrentar a Provação

A vida pode tornar alguém mais doce ou mais amargo, tudo depende de suas escolhas.

Faça uma leitura de Hebreus 10:32 a 11:1. Note que o assunto se completa. O objetivo da provação é fazer nos esperar o cumprimento da promessa, a materialização daquilo que era invisível ou não existia, o objeto da fé (Hebreus 11:1 e Romanos 4:17).

A perseverança é, enfim, uma demonstração de fé inabalável. A prova da fé pode vir não apenas em circunstâncias as desfavoráveis, mas também em uma perseguição imposta por seres humanos ou por forças do mal pelo fato de estarmos fazendo a obra de Deus.

 Isso, de fato, tenta nos atingir quando não estamos de sobreaviso, é por isso que muitos de nós somos pegos desprevenidos, achando estranho quando uma avalanche de eventos e situações negativas “Fora do Comum” nos alcança. É como se o mar estivesse calmo e o céu límpido num momento, e no outro, surge uma tempestade com ondas avassaladoras. Paulo relata o que devemos fazer quando nos encontrarmos em situações como essas: estar firmes, preparados, disposto e inabaláveis (Efésios 6:10-18 – Leia com seu grupo essa passagem).

Pedro, expressa isso com grande sensibilidade, dizendo: “Meus queridos, não fiquem admirados com a dura prova de aflição pela qual vocês estão passando como se alguma coisa fora do comum estivesse acontecendo a vocês; pelo contrário, alegrem-se por estarem tomando parte nos sofrimentos de Cristo, para que fiquem cheios de alegria quando a glória dele for revelada” 1 Pedro 4:12 e 13 (os versículos 14 ao 16 completam o pensamento).

Pedro continua, ensinando sobre perseverança e atitude na fé dizendo: “Mas, depois de sofrerem por um pouco de tempo, o Deus que tem por nós um amor sem limites e que chamou vocês para tomarem parte na sua eterna glória, por estarem unidos com Cristo, ele mesmo os aperfeiçoará e dará firmeza, força e verdadeira segurança”. 1 Pedro 5:10 (leia do 6 ao 11)

Atitudes e Pensamentos Vencedores

Numa época em que se declarar cristão podia ser como “assinar sua sentença de morte” devido a força da idolatria dos povos e do Império Romano, Paulo diz aos Coríntios que se mantenham firmes, pois o Senhor lhes daria um “escape” (1 Coríntios 10:13).

Paulo incentivou os crentes em Roma: “E todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto..., Que diremos pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes entregou por todos nós, como não nos dará com Ele todas as coisas?... Mas em todas estas coisas somos muito mais que vencedores por aquele que nos amou” Romanos 8:28, 30-32 e 37 (Leia depois Romanos 8:24 ao 39).

As provas devem produzir em nós vigor, força, atitudes vencedoras e pensamentos vencedores. Identificamos isso em nós quando agimos com gratidão, com atitude de perdão para com os outros e, conosco mesmos, com disposição de recomeçar, com alegria e paz, atraindo para nós as bênçãos de Deus: isso, certamente, mostrará seus frutos para nós.

A fé é o olho para enxergar o invisível. A comunhão com Deus deve ser no meio em que ele age, a Fé. "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." (Hebreus 11:6).

Moisés “permaneceu firme como quem vê aquele que é invisível “(Heb.11:27). Se somente crêssemos naquilo que vemos, no que creria um cego? As ondas de rádio enchem seu quarto, mas quem poderia saber sem um receptor?

Um dos grandes nomes de Deus na Bíblia é "o Senhor está ali". Ezequiel 48:35. De que maneira percebe-se isso? Pela Fé. Deus é Espírito invisível, e pronto; e a fé é o meio no qual entendemos isso.

 Foi nesse ponto que os Evangelhos entram em cena. Este Deus se tornou visível. Ele foi "feito carne e habitou entre nós e vimos a Sua glória como a glória do unigênito Filho de Deus" (João 1:14). Este versículo vem do Evangelho de João o qual é inteiramente a respeito de ver. Somente no primeiro capítulo há 18 referências ao ver. João escreve sobre conhecer e ver. Ele escreveu uma carta começando: "o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos ... o Verbo da vida" (1 João 1:1). João viu em Cristo a Palavra da Vida, mas alguns não viram e O crucificaram.

O fato de não ver não é razão para não crer. Ninguém vê radiação. Esperamos por seus efeitos. Ninguém vê Deus, mas milhões sentem seus efeitos em suas vidas.

Acontecem coisas que só podem ser da parte de Deus. Mesmo uma oração respondida, uma cura, um milagre, uma libertação de vício é evidência de Deus. Mas não é somente uma. Milhões são curados, milhões libertos, milhões de orações são respondidas, milhões têm experiência as quais só podem ser atribuídas a Jesus Cristo ressuscitado da morte.

Fé Destemida

Escrevendo aos crentes em Roma, justamente a capital que exerceu domínio mundial com rigidez, Paulo disse: “Estou convencido que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra criatura, poderá nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 8:38).

O Novo Testamento somente tem uma palavra para medo: “phobeo” – fobia.  Jesus disse: “Não tenha fobia, tenha fé.” Jesus não tinha espaço para covardes. Ele disse: “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo” (Mateus 10:28).

Fé Não É Sentimento

Fé não é sentimento. Quando o perigo vem, o medo é inevitável. Então, como a Fé age? Ela tira as algemas dos nossos tornozelos, desafiamos o aperto paralisante do medo e seguimos em frente de qualquer forma.

O medo não nos vai parar, nós o superamos, pois estamos aperfeiçoados na segurança do amor de Deus. Olhe para o rio ou para o mar. A superfície do mar pode estar agitada, mas as profundezas estão paradas.

A Fé opera sem reações emocionais. Secretamente comunica força na mente e paz de espírito. A Fé nos tira do gancho do medo.

Fé não é somente para o Domingo, mas para a vida toda. Fé não é somente para transpor montanhas (Mateus 21:21), mas é para determinar nosso estilo de vida. “O justo viverá por fé”. Fé é o fator positivo da vida.

Questões para Refletir:

  1. Como devemos nos portar nos períodos de provação?
  2. Por que passamos por provações?
  3. O que você aprendeu com os textos de Paulo sobre provação?
  4. Compartilhe com seu grupo quais as atitudes e pensamentos devemos adotar em nossa vida?
  5. Compartilhe com seu grupo sobre Fé versus Medo.

Leia em seus devocionais diários:

Romanos 12:9-21; 1 Coríntios 15:57-58; 2 Coríntios 1:20-22, 5:17-21, 12:7-10; Filipenses 4:1-20; Hebreus 4:12-16, 10:35-39, 12:1-4, 13:8; Tiago 1:2-18; 1 Pedro 1:3-12, 2:9-10; 2 Pedro 1:5-12; 1 João 2:12-17; Gálatas 6:9-10; Mateus 24:1-14; Colossenses 4:2.

Deixe sua mensagem em nosso livro de visita ou envie mensagem para:
  • Comunidade Evangélica Restauração & Vida
    • Rua Mário Miró, 211 - Vila Oficinas - Bairro do Cajurú - Curitiba - Paraná - CEP 82950-170 
    • 41-3266-1447 (Pastor) contato@comunidaderestauracaoevida.com.br

contador

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Contato

Comunidade Evangélica Restauração & Vida Rua Florianópolis, 1307
Bairro do Cajurú
Curitiba - Paraná
CEP 82930-030
41-3266-1447 (Pastor) contato@comunidaderestauracaoevida.com.br