A BÍBLIA - A Palavra de Deus

14/11/2010 17:25

 A Bíblia – A Palavra de Deus

PARA MEMORIZAR: Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei. (Isaías 55: 11)

A BÍBLIA

A palavra “Bíblia” vem do termo grego “biblos”, por causa da cidade fenícia de Biblos, um importante centro produtor de rolos de papiro usados para fazer livros. Com o tempo, a palavra “biblos” passou a significar “livro”. Bíblia é a forma plural (“livros”). A Bíblia, então, é uma coleção de livros. Ela é conhecida simplesmente como “o Livro”, “o Livro dos Livros”, “o Livro Sagrado”.

Leia Marcos 12:26, Lucas 3:4 e 20:42, Atos 1:20, Salmos 40:7 e Hebreus 10:7.

A Bíblia não é meramente um livro. Ela é o “Livro”. Por causa da importância dos seus assuntos, do seu alcance e da majestade do seu Autor, fica sobre todos os demais livros, assim com o céu é mais alto do que a terra.

As línguas originais da Bíblia são o Hebraico e o Grego e uma pequena parte em aramaico. O velho Testamento foi originalmente escrito em Hebraico e o Novo Testamento em Grego. Todas as Bíblias do mundo hoje são traduzidas das línguas originais.

Todos os livros bíblicos, mas em especial o Antigo Testamento (A.T.), também são chamados de “AS ESCRITURAS”. Jesus sempre se referia ao A.T. dessa forma:

Marcos 12:24 “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Porventura não errais vós em razão de não saberdes as Escrituras nem o poder de Deus?”

João 5:39 “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;”

Em todo o livro de Atos dos Apóstolos e em inúmeras passagens nas Epístolas o termo ESCRITURA(S) é utilizado referindo-se a Palavra de Deus: Atos 8:32 e 35; 17:11; 18:24 e 28;

Outras Referências para ampliar o estudo:

Mateus 21:42 / Marcos 12:10 /Marcos 14:49 / Marcos 15:28 / João 7:38 / João 2:22 / João 7:42 /João 10:35 / João 13:18 /João 17:12 / Lucas 24:27, 32 e 45 /Romanos 1:2 / 2 Timóteo 3:15 e 2 Pedro 3:16.

Outra denominação dos livros santos é PALAVRA DE DEUS, mais usualmente referindo-se ao Novo Testamento (N.T.). Veja Lucas 8:11, Atos 16:32 e 17:11 a 13, Efésios 6:7 e Apocalipse 1:2 e 9. O termo PALAVRA DE DEUS reveste-se de grande significação, expressando a ideia de que a bíblia é DEUS FALANDO AO HOMEM.

A PLENA INSPIRAÇÃO DA BÍBLIA:

Embora a Bíblia contenha 66 livros e tenha sido escrita por quarenta escritores diferentes num período de aproximadamente 1600 anos e tenha sido organizada por homens, ela tem um único autor original: Deus, que inspirou homens de Deus do passado, seus coautores. Lemos em 2 Timóteo 3.16: ”Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça”.

Sua unidade revela a mão do Todo-Poderoso: 2 Pedro 1.21: porque nunca, jamais, qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo.”

Os autores humanos vieram de vários meios sociais, entre eles Josué (um general), Daniel (um primeiro ministro), Pedro (um pescador) e Neemias (um copeiro). Os autores escreveram os vários livros em locais diferentes, como no deserto (Moisés), na prisão (Paulo), no exílio, na ilha de Patmos (João).

Os textos bíblicos foram escritos em três continentes diferentes (África, Ásia e Europa).

O conteúdo da Bíblia versa sobre vários assuntos controvertidos, todavia é uma unidade, do começo ao fim, temos uma narrativa reveladora do plano de salvação de Deus para a humanidade. Esta salvação é através da pessoa de Jesus Cristo (João 14:6). Jesus mesmo testificou que Ele é o tema de toda a Bíblia (João 5:39-46,47, Lucas 24:44).

O Antigo Testamento é a preparação (Isaías 40:3), os evangelhos são a manifestação (João 1:29). O livro dos Atos é a propagação (Atos 1:8), as epístolas são explicação (Colossenses. 1:27), o livro do Apocalipse é a consumação (Apocalipse 1:7).

A Bíblia é uma unidade onde cada parte necessita das outras para se completar, há nela uma completa harmonia, que não pode ser explicada por coincidência ou má fé. A unidade dela é um forte argumento em favor da inspiração divina.

SUA INSPIRAÇÃO (2 Timóteo 3:16-17).

A palavra “inspirada” significa, literalmente, “exaltada por Deus” e vem do grego “theopneusta”, ou seja, soprada por Deus. Os homens santos de Deus escreveram a Bíblia pelo poder do Espírito Santo. (2 Pedro 1:20-21), ou seja os escritores da Bíblia, foram dirigidos por Deus, como se Ele próprio falasse com Seus próprio lábios. (Isaías 1:2 – Ezequiel 1:3 – Jeremias 1:4 e 9,  36:1-2).

A PALAVRA FIEL (Lucas 24:44-45)

Seus registros são verdadeiros, como lemos em 1 Timóteo 4.9 “Fiel é esta palavra e digna de inteira aceitação”. Assim podem ser aceitos como declarações dos fatos. O caráter genuíno da autoria das escrituras fica demonstrado assim como estabelecido; um livro pode ser genuíno quanto a sua autoria e, contudo, não ser verdade quanto ao seu conteúdo. A veracidade das afirmações bíblicas pode ser, e tem sido testada mediante fatos descobertos pela investigação científica e pela pesquisa histórica, ou seja a Bíblia  é ao mesmo tempo genuína e veraz.  

NOSSA ÚNICA E SUFICIENTE REGRA DE FÉ E PRÁTICA - (2 Timóteo 3:16-17)

a)      A Bíblia é proveitosa para ensinar, redarguir (ensinar arguindo, argumentando), para corrigir, para instruir em justiça, ela dá ensinamento perfeito,  para toda boa obra. Ela contém o leite para os recém-convertidos (1 Pedro  2:1-2,  Hebreus 5:13); e mantimento sólido para os mais maduros (Hebreus 5:14).

b)      Seu estudo é ordenado por Deus,  (Deuteronômio 6:5-6 e 17:19,  Isaías 34:16,  João 5:39,  Atos 17:11, Romanos 15:4,  2 Timóteo 2:15). Deus promete abençoar quem estuda-la (Josué 1:8, João 15:7, Salmos 19:9, Mateus 7:24, Lucas 11:28, João 5:24).

c)       A palavra de Deus: ilumina o crente, (Salmos 119:105), revela o que está no seu coração (Hebreus 4:12-13),  lava  e purifica, (João 15:3, Salmos 119:9), dá-lhe certeza da vida eterna (I João 5:13, João 5:39), refrigera a alma (Salmos 19:7), nos santifica (João 17:17).

O ENSINO DA PALAVRA DE DEUS

 “Goteje a minha doutrina como a chuva, destile a minha palavra como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva”. (Deuteronômio 32:2)

O ensino da palavra é chamado de DOUTRINA. O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios ensinados por toda a bíblia.

A doutrina é a espinha dorsal e a estrutura de toda pregação e estudo bíblico. Sua importância pode ser constatada nas passagens a seguir:

Atos dos Apóstolos 2.42 “E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações”.

·         1 Timóteo 4.13 “Até à minha chegada, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino”.

·         1 Timóteo 5.17 “Devem ser considerados merecedores de dobrados honorários os presbíteros que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino”.

·         2 Timóteo 4.2 “... prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina”.

·         2 João  9 “Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho”.

 

Crentes Bereanos

A cidade de Beréia  ficava na Grécia , no lado oriental das Montanhas Vermion (norte do Olimpo). Seu nome atual é Véria. Os judeus da sinagoga ouviram a mensagem que Paulo e Silas pregaram, conferindo se o que os missionários pregavam estava conforme as Escrituras (Atos dos Apóstolos 17:10-12). Isso mostra zelo e desejo de receber a Palavra de Deus. Um exemplo a ser seguido.

Podemos fazer isso estudando a Palavra em conjunto com outros irmãos e também meditando.

Para o povo de Deus, meditar na Palavra é pensar e considerar suas implicações em nossa vida. Na meditação bíblica, o indivíduo deve não apenas ler a Bíblia, mas principalmente decorá-la e aplicá-la à sua vida, além de falar com Deus através da oração e do louvor.

Os dicionários incluem em sua definição da palavra MEDITAR , como sendo: Pensar detidamente (sobre ou em); Submeter a um exame interior: meditar sobre uma verdade; Pensar em executar; Refletir; Considerar;

"Sejam agradáveis as palavras da minha boca, e a meditação do meu coração perante a tua face, ó Senhor, Rocha minha e Redentor meu!" (Salmos 19.14).

“Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido”. Josué 1:8  

Por Gerson Luiz Garcia de Lima

Deixe sua mensagem em nosso livro de visita ou envie mensagem para:
  • Comunidade Evangélica Restauração & Vida
    • Rua Mário Miró, 211 - Vila Oficinas - Bairro do Cajurú - Curitiba - Paraná - CEP 82950-170 
    • 41-3266-1447 (Pastor) contato@comunidaderestauracaoevida.com.br

contador

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Contato

Comunidade Evangélica Restauração & Vida Rua Florianópolis, 1307
Bairro do Cajurú
Curitiba - Paraná
CEP 82930-030
41-3266-1447 (Pastor) contato@comunidaderestauracaoevida.com.br